Curso de Arquitetura e Urbanismo completou 2 anos de implantação

Entre os dias 13 e 14 de junho, o curso de Arquitetura e Urbanismo da FANESE comemorou dois anos de existência. O coordenador Cristiano Pacheco, com o apoio de professores e alunos, organizou um movimento de interatividade com os futuros arquitetos, juntamente com toda a comunidade acadêmica e administrativa desta instituição. A intenção era passar a mensagem que “Arquitetura é para Todos” e que pode ser feita de forma barata, sem perder o charme, a elegância de seus produtos, de sua arte.

Os dois movimentados dias não foram suficientes para registrar a atenção da comunidade faneseana, que vislumbrava os detalhes do vasto material exposto. Assim, a exposição se estendeu por mais alguns dias, no espaço de conviventes do pavimento térreo, encantando os transeuntes, que, de forma curiosa e analítica, destacavam seu interesse e sua admiração pelos trabalhos. É que se tratava de uma exposição que induzia os viventes a interagirem com belas maquetes, que denotavam diversas linguagens arquitetônicas. Tais maquetes remetiam ao passado do Centro Histórico de Aracaju, perpassando por fases de significância da nossa história, como os períodos art noveau, art déco, ecletismo e modernismo.

Além dessa leitura do passado, também foram expostas maquetes de projetos arquitetônicos contemporâneos, que compuseram o cenário do local junto aos desenhos geométricos executados em grafite. Destaque-se: tudo realizado pelos alunos. Para complementar, os alunos do quarto período elaboraram, ainda, uma proposta paisagística para os principais acessos e áreas áridas da instituição. E esta proposta foi concebida, partindo-se da captação de opiniões dos alunos de todos os cursos da FANESE e de usuários do campus.

Há que se reconhecer a performance dos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, no planejamento para compor o conteúdo do cenário exposto. Os futuros arquitetos construíram, também, belos móveis a partir de materiais que possibilitaram sua reciclagem, como palete, pneu, carretel de cobre, jornal, papelão, etc. Uma palestra, “Largo da Gente Sergipana: era isso pedindo para nascer”, com o Arquiteto e Urbanista Ézio Deda, elaborador do projeto, fechou, brilhantemente, o evento. Ézio explanou a concepção do projeto e mostrou aos alunos como foi possível imprimir, na cidade e no imaginário das pessoas, a cultura Sergipana, de uma forma que todos pudessem contemplar a beleza, interpretar o contexto histórico, ali bem representada e, assim, vivenciar os espaços públicos, de modo bastante inteligente e agradável.

A comunidade interna da faculdade parabeniza e agradece a Cristiano e a toda a sua equipe do curso de Arquitetura e Urbanismo.


Parceiros

Convênios

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './fanese9/wp_wfHits' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed]
SHOW FULL COLUMNS FROM `wp_wfHits`