Dia do Folclore

O Dia do Folclore Brasileiro é celebrado anualmente em 22 de agosto. Folclore é a Cultura de um povo, o conjunto das tradições culturais dos conhecimentos, crenças, costumes, danças, canções e lendas dos indivíduos de determinada nação ou localidade. E a palavra é de origem inglesa, significando popular em sabedoria. Trata-se de um neologismo criado pelo britânico William John Thoms (1803-1885), que uniu as palavras inglesas folk, que significa povo e lore, que quer dizer conhecimento. Assim, folclore ganha o significado literal de conhecimento do povo ou aquilo que o povo faz, isto é, a cultura do povo.

Origem do Dia do Folclore Brasileiro: Decreto de Lei nº 56.747, de 17 de agosto de 1965,

aprovado pelo Congresso Nacional. A partir de então, conforme definia a lei, o dia 22 passou a ser celebrado em todo o país. E a data escolhida se deveu ao fato do pesquisador William John Thoms ter usado a palavra folclore,  pela primeira vez, em um artigo.

A preocupação em sistematizar e divulgar o folclore brasileiro ganhou força no começo do Século XX no Brasil. Durante a Semana de Arte Moderna, em 1922, várias obras apresentadas tiveram como inspiração o folclore brasileiro.

Em 1947, foi criada a Comissão Brasileira de Folclore e, posteriormente, as comissões estaduais. Em 1951 se realiza por primeira vez, no Rio de Janeiro, o 1º Congresso Brasileiro de Folclore, evento que acontece a cada dois anos.

A base da cultura do povo brasileiro vem da mistura de povos que fizeram o Brasil. Incluem as numerosas tribos indígenas, os portugueses, os diversos povos africanos que foram trazidos escravizados, além de um sem-número de imigrantes, como alemães, italianos, japoneses, entre outros que vieram para o nosso país.

Além disso, estudiosos brasileiros famosos, como Câmara Cascudo, Mário de Andrade, Hekel Tavares, Inezita Barroso, incluindo ilustres sergipanos, a exemplo de José Calazans, Augusto Garcez, Félix Mendes, Aglaé Fontes, Beatriz Goes, entre outros, recolheram estórias e cantigas, documentaram práticas medicinais que fazem do folclore brasileiro uma fonte inesgotável de inspiração.

Seguem alguns exemplos do folclore brasileiro: Lendas – Negrinho do pastoreio, Boto cor de rosa, Curupira, Boitatá, Saci; Canções – Peixe vivo, Cai, cai balão, Fui no Tororó, O Cravo e a Rosa, Caranguejo não é peixe; Festas – Folguedos juninos, Procissão marítima de São Pedro, Festa de Nossa Senhora de Nazaré (Belém), Boi-bumbá, Do mastro (Capela-SE); Danças – Maracatu, Umbigada, Tambor de Crioula, Jongo, Pau de Fitas, Reisado, Guerreiros, Parafuso, Taieira, São Gonçalo, Samba de roda, Samba de coco, Chegança, Bacamarteiros, forró, quadrilhas.

Também se destacam os Costumes e Crendices Populares, como exemplos:

  • Ao sentir a orelha arder, atribuir a que alguém esteja falando mal de você.
  • Jogar um pouco de cachaça ‘para o santo’, no chão, antes de tomá-la.
  • Saltar sete ondas na noite do dia 31 de janeiro, pois isso traria boa sorte.
  • Enfiar a faca na bananeira e esperar o nome de com quem vai se casar, ao tirar a faca.

Atividades para o Dia do Folclore

O Dia do Folclore costuma ser bastante festejado pelas escolas. Algumas das atividades mais comuns que os estudantes podem desempenhar para aprenderem mais sobre a cultura e as tradições típicas de suas regiões são:

  • Ler lendas folclóricas em sala de aula;
  • Fazer uma adaptação de uma lenda folclórica em forma de teatro ou musical;
  • Reescrever um conto folclórico;
  • Aprender sobre a história do folclore e sua importância para a sociedade;
  • Apresentar danças temáticas folclóricas;
  • Preparar um prato típico folclórico;

Destacam-se outras inúmeras atividades que estão relacionadas com a identidade cultural de cada localidade. Desta forma, tem-se um quadro, abaixo, dos principais grupos folclóricos de Sergipe e os locais onde eles existem:

GRUPO PARTICIPANTES LOCAIS
BACARMARTEIROS HOMENS Carmópolis, Capela e General Maynard
BATALHÃO HOMENS E MULHERES Japaratuba e Riachuelo
BATUCADA HOMENS E MULHERES Estância
CACUMBI HOMENS Japaratuba, Laranjeiras e Itaporanga
CANGACEIROS HOMENS E MULHERES Propriá
CAVALHADA HOMENS Canindé e Porto da Folha
CHEGANÇA HOMENS Laranjeiras, Japaratuba e Neópolis
GUERREIRO HOMENS E MULHERES Japaratuba, Ilha das Flores, Aracaju
LAMBE-SUJO HOMENS E MULHERES Laranjeiras
PARAFUSO HOMENS E MULHERES Lagarto
REISADO HOMENS E MULHERES Aracaju, Cristinápolis, Japaratuba, São Cristóvão, Itaporanga
SÃO GONÇALO HOMENS Laranjeiras, Japaratura, São Cristóvão e Ilha das Flores
SAMBA DE COCO HOMENS E MULHERES Carmópolis
SARANDAGEM HOMENS E MULHERES Capela, Riachuelo, Japaratuba e Ilha das Flores
TAIEIRA HOMENS E MULHERES Japaratuba e Laranjeiras
ZABUMBA HOMENS Aracaju, Propriá, Riachão, Simão Dias e Aquidabã


Fonte: https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-folclore/
Acesso em: 22 ago. 2018.
Adaptado por: <liciaoliveira@fanese.edu.br>
Revisão de Eduardo Ubirajara


Parceiros

Convênios

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './fanese9/wp_wfHits' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed]
SHOW FULL COLUMNS FROM `wp_wfHits`