Engenharia Civíl

O curso de Engenharia Civil da FANESE obteve Conceito 4 no MEC, em avaliação in loco realizada por uma Comissão de Especialistas composta por Engenheiros Civis do INEP (Órgão Oficial de Avaliação do Sistema Federal de Ensino ligado ao MEC). A avaliação ocorreu entre os dias 19 e 22 de junho de 2016 (Prot. nº 201414068; Cód. MEC nº 1187788; Cód. Aval. nº 120317).

O Curso tem duração de 5 anos, é oferecido em regime semestral e deve ser integralizado no prazo mínimo de 10 (dez) semestres, nos períodos matutino e noturno, em turma de, no máximo, 60 vagas.

O destacado crescimento e desenvolvimento econômico do país, iniciado principalmente na última década, fez com que a construção civil brasileira alcançasse gradativa importância, destacando-se como atividade de extrema relevância.

A formação da Engenharia Civil brasileira está entre as mais avançadas do mundo, principalmente, no que concerne à tecnologia do concreto armado. Esta se situa em posição de vanguarda, possibilitando soluções arrojadas na área de estruturas. Neste sentido, a busca pela qualificação dos profissionais envolvidos com o seu exercício é uma prioridade das Instituições de Ensino Superior brasileiras, que oferecem este curso.

Estão, também, relacionadas com a Engenharia Civil, as áreas de desenvolvimento tecnológico de novos materiais, reaproveitamento de resíduos da construção civil e atividades nas indústrias, com reconhecimento nacional e internacional, onde atuam centenas de Engenheiros Civis formados no Brasil.

As empresas de Engenharia Civil atuam, na sua grande maioria, na área de edificações e têm como característica marcante a diversidade de áreas de atuação, o que facilita a integração das mesmas em quase todos os tipos de mercados.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a Engenharia Civil brasileira já realizou obras monumentais e avançadas em mais de cinquenta países ao redor do mundo, construindo plataformas de petróleo, metrôs, gasodutos, ferrovias e aeroportos.

A Engenharia Civil, entre as várias modalidades, é, efetivamente, a que está mais estreitamente vinculada aos cidadãos e ao seu convívio social. Está muito ligada à qualidade da vida humana, uma vez que ela é fundamental nos seguintes segmentos: construção de domicílios e edifícios; captação e distribuição de água; geração e distribuição de energia; construção e controle dos sistemas de tráfego de pessoas e bens; estradas, ferrovias, pontes, barragens e muitas outras atividades afins.

CAMPO DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

O campo de atuação profissional abrange empresas de projetos e de consultoria, construtoras e empreiteiras, indústrias, empresas governamentais, instituições de ensino superior e de pesquisa – públicas ou privadas. O egresso poderá atuar, especificamente, em instituições públicas e privadas, abrir empresa própria ou em parceria, e, ainda, poderá candidatar-se a cursos de pós-graduação, especialização, mestrado ou doutorado.

No mercado de trabalho da construção, o Engenheiro Civil poderá ocupar posições que vão desde a área de projetos, fiscalização de obras, construção de obras em geral, gerências, ensino e cargos que exijam especialização específica.

OBJETIVOS DO CURSO

O curso de Bacharelado em Engenharia Civil da FANESE tem como objetivo geral formar profissionais aptos para atuarem na concepção, planejamento, projeto, construção, administração, operação e manutenção, nas diversas áreas da Engenharia Civil. Essas áreas compreendem o uso e parcelamento do solo, aproveitamento e utilização de recursos naturais, obras de terra, edificações, desenvolvimento urbano, rural e regional, transportes, sistema viário, meio de comunicação, saneamento, desenvolvimento industrial e agropecuário, entre outras. O curso tem, como parâmetros, a qualidade, a segurança, a funcionabilidade e a economia, visando o bem estar, a proteção ambiental e o desenvolvimento da sociedade. O currículo foi estruturado de forma a desenvolver no aluno um senso crítico e de cidadania que possibilite a prática de: um compromisso com a ética profissional, responsabilidade social, política e ambiental, espírito empreendedor e compreensão da necessidade permanente de atualização profissional.

PERFIL DO EGRESSO

Além de manter a sólida formação básica, espera-se, também, que o profissional graduado apresente formação generalista, humanista, crítica, reflexiva e seja capaz de absorver e desenvolver novas tecnologias, identificar e resolver problemas, bem como buscar desenvolvimento profissional constante, exercendo uma prática de formação continuada.

De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Engenharia de 25/02/2002, os egressos de um curso de Engenharia devem apresentar “… sólida formação técnico-científica e profissional geral que o capacite a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.”

Como componentes do perfil desse Engenheiro Civil, o curso oferece condições a seu egresso para adquirir um perfil profissional, compreendendo as seguintes habilidades e competências:

  • Desempenho de cargos, funções e comissões em entidades estatais, paraestatais, autárquicas e de economia mista e privada;
  • Planejamento ou projeto, em geral, de regiões, zonas, cidade, obras, estruturas, transportes, explorações de recursos naturais e desenvolvimento da produção industrial;
  • Estudos, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias, pareceres e divulgação técnica;
  • Ensino, pesquisa, experimentação e ensaios;
  • Fiscalização de obras e serviços técnicos;
  • Direção de obras e serviços técnicos;
  • Execução de obras e serviços técnicos;
  • Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  • Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  • Atuar em equipes multidisciplinares;
  • Compreender e aplicar a ética e responsabilidades profissionais;
  • Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • Avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  • Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

Object 


Parceiros

Convênios